Cirurgias de vias biliares

Conhecida como colecistectomia, a cirurgia para retirar a vesícula biliar é indicada quando são identificadas pedras na vesícula após a realização de exames de imagem ou laboratoriais, como o de urina, ou quando há sinais indicativos de vesícula inflamada. 

As cirurgias de vias biliares podem ser feitas de 2 formas:

  • Cirurgia convencional (ou com corte): também conhecida como cirurgia aberta, é feita através de um corte maior no abdômen para retirada da vesícula. Costuma ter uma recuperação um pouco mais demorada, e deixa uma cicatriz mais visível;
  • Cirurgia por laparoscopia (ou por vídeo): são realizados 4 furos no abdômen, por onde o médico passa o material e uma pequena câmera para realizar a cirurgia. Possui recuperação mais rápida, com menos dor e cicatriz menor.

Ambas as cirurgias são feitas com anestesia geral e é necessário, normalmente, apenas 1 a 2 dias de internamento. No entanto, caso o abdômen esteja muito inchado, como acontece em algumas complicações por pedras na vesícula, pode ser necessário um tempo maior para recuperação.

Os riscos da cirurgia de vias biliares são mínimos, no entanto os mais graves são a lesão do ducto biliar, hemorragia ou a infecção que podem ocorrer em qualquer intervenção cirúrgica.

VÍDEOS

1 - 3 de 27